Câmara TL Setembro

Contratações do FCO em 2021 passam de R$ 1,2 bilhão em Mato Grosso do Sul

Facebook Twitter

Contratações do FCO em 2021 passam de R$ 1,2 bilhão em Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul já contratou 1.232 bilhão em recursos do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) em 2021. Além disso, há outros R$ 949 milhões em fase de análise e contratação no Banco do Brasil. Os números demonstram a alta demanda por crédito no Estado, principalmente no setor rural.

Presidente do CEIF (Conselho de Investimentos Financiáveis pelo FCO) e titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o secretário Jaime Verruck destaca que praticamente 100% do recurso para o ano foi contratado e há demanda para mais.

“No fim de setembro será feito o remanejamento de recursos do Centro-Oeste, o que significa que se está sobrando em algum Estado é mudado para onde falta. Assim, esperamos aumentar o montante anual para Mato Grosso do Sul e conseguir atender toda a demanda que já temos internalizada nos bancos”, afirma o secretário.

O setor rural é responsável pela contratação de R$ 934 milhões em recursos do FCO em 2021, tendo ainda R$ 527 milhões internalizados no banco para contratação. Entre as principais linhas de crédito estão a aquisição de equipamentos, fomento à irrigação e apoio para suinocultura e avicultura. No setor empresarial o montante contratado até o momento soma R$ 298 milhões, além de R$ 422 milhões internalizados em fase de contratação.

Na reunião do CEIF de 10 de setembro, foram deliberadas 65 cartas consultas que totalizaram R$ 148,7 milhões, sendo sete empresariais, totalizando R$ 10,3 milhões e 58 rurais, totalizando R$ 138,3 milhões. Destaque para dois projetos de Irrigação por Gotejamento Subterrâneo, que conta com a tecnologia Netafim, desenvolvido por Israel e Implantação de Crechários de Suínos em Bandeirantes no sistema de integração com a Coasgo, em São Gabriel do Oeste.


Campanha SetembroTCE

Compartilhe e faça seu comentário