AEMS 2021

Secretário de administração recebe vereadores para tratar sobre candidatos do Processo Seletivo considerados inaptos temporários

Facebook Twitter

PMTL

Secretário de administração recebe vereadores para tratar sobre candidatos do Processo Seletivo considerados inaptos temporários

Na tarde desta segunda-feira (15), o secretário de Administração, Gilmar Tabone, juntamente com o Diretor de Recursos Humanos Pedro Otávio Cavalcanti, se reuniram com vereadores representantes da Câmara Municipal, para tratar da convocação de selecionados no Processo Seletivo de Professores para a Prefeitura Municipal – 2020 que foram considerados inaptos temporários pelo Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – Sesmt.

Representando os 17 vereadores, o líder do Poder Executivo Municipal na Câmara, Tonhão (MDB), professor Nego Breno (PDT) da Comissão de Educação e o Doutor Issam Fares Junior (Podemos) da Comissão de Saúde, provocaram o município a prestar esclarecimentos sobre o assunto que vem circulando nas redes sociais.

Conforme Tabone, o que ocorre é que, dos 320 selecionados no Processo Seletivo, nesta primeira chamada, 18 foram considerados inaptos temporários perante Decretos Municipais que dispõem sobre o afastamento funcional presencial dos servidores pertencentes aos grupos de risco, ou seja, pessoa que tenham comorbidades pré-existentes que são sensíveis à contaminação por coronavírus (diabetes, obesidade e outros), bem como os maiores de 60 anos e as gestantes, devido a Pandemia do Novo Coronavírus.

“Não há preconceito ou qualquer outra situação de discriminação, apenas o cumprimento de um Decreto. Vale lembrar que as aulas retornarão no dia 1º de março de forma híbrida, ou seja, 50% presencial e 50% telepresencial, e essas pessoas, perante o Decreto, não teriam condições de saúde para assumir a sala de aula nesse período de pandemia”, enfatizou Tabone.

No entanto, foi ressaltado na reunião que a Administração e o Jurídico do Município já vinham estudando a possibilidade da revogação da determinação, haja vista o avanço da vacinação contra Coronavírus, bem como as ações de prevenção à proliferação da doença no município que vem sendo gerenciadas pelo Comitê Covid-19 formado por diversos órgão e sociedade comum e organizada dos diversos setores afetados pela pandemia.

Tonhão, por sua vez, destacou que o papel dos vereadores é atender ao povo e trabalhar em conjunto com o Executivo. “Viemos aqui fazer essa provocação em nome dos 17 vereadores, para obter uma resposta do Município quanto a essa situação. Com isso, foi conquistada uma solução em sua plenitude, já que alinhamos com o secretário e o Prefeito a revogação desse decreto e, consequentemente, abrindo a possibilidade dessas 18 pessoas serem reavaliadas e poderem assumir o cargo que conquistaram perante o Processo Seletivo”, comentou.
Aline Moura

Compartilhe e faça seu comentário