AEMS 2021

Brasilândia registra segundo caso de Leishmaniose Visceral

Facebook Twitter

Divulgação

Brasilândia registra segundo caso de Leishmaniose Visceral

Brasilândia registra o segundo caso de Leishmaniose em 2021. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Controle de Endemias.

A pessoa de uma mulher, com idade de 50 anos e residente no Jardim Coqueiral. A equipe da Saúde já realizou o trabalho de borrifação e neste momento está fazendo o levantamento entomológico, com a instalação de armadilhas para verificar o índice de infestação do mosquito flebótomo – transmissor da  Leishmaniose.

Além disso, a equipe também realiza o inquérito canino, na qual realiza a coleta de sorologia dos cães, caso encontre também algum animal com a doença.

O Setor de Controle de Endemias reforça a toda a população para continuarem com os cuidados básicos para evitar a proliferação do mosquito, que são:

- Faça a limpeza regular dos imóveis, em especial os terrenos;

- Evite o acúmulo de folhas (lixo orgânico é propício para o aparecimento do mosquito flebótomo);

- Coloque o lixo orgânico dentro de sacos plásticos fechados. Não queime;

- Não crie porcos e galinhas na cidade. As fezes também atraem os mosquitos.
AEMS

Compartilhe e faça seu comentário