Em apoio às ações do Governo, usinas distribuirão 38 mil máscaras para população de MS

Facebook Twitter

Foto: Arquivo Semagro

Em apoio às ações do Governo, usinas distribuirão 38 mil máscaras para população de MS

Atentas às formas de combate e prevenção à covid-19, as usinas sucroenergéticas de Mato Grosso do Sul distribuirão nos próximos dias 38 mil máscaras para a população dos municípios e região onde operam suas unidades industriais. A iniciativa da Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia de MS) tem a parceria do Governo do Estado e Sistema Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) por meio do Senai/MS e atenderá 21 municípios.

O termo de doação entre as instituições foi assinado nesta quarta-feira (15) pelo presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, e o diretor regional do Senai/MS, Rodolpho Mangialardo, que realizou a entrega da primeira remessa das máscaras que serão destinadas para famílias carentes, idosos, comunidades indígenas e população em geral.

O Governo do Estado cuidou da articulação dessa parceria, conduzida pela Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), enquanto a SES  (secretarsia estadual de Saúde) está encarregada da distribuição dos produtos doados nas secretarias municipais e em unidades hospitalares.

De acordo com Hollanda, as usinas, que seguem rígidos protocolos de biossegurança para continuar em atividade durante a pandemia, se unem aos municípios estendendo à população o acesso a itens de prevenção ao novo coronavírus.

“As nossas associadas estão atentas às oportunidades de cooperação e solidariedade nesse momento que enfrentamos, entendendo a importância da proteção não apenas dos seus colaboradores, que já possuem os itens de segurança necessários, mas da população que vive em torno das unidades”, destaca.

Os municípios assistidos nesta ação serão Angélica, Ivinhema, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Eldorado, Ponta Porã, Caarapó, Dourados, Naviraí, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Fátima do Sul, Taquarussu, Batayporã, Vicentina, Chapadão do Sul, Costa Rica, Paraíso das Águas e Sonora.

Público-privado: ações diretas

Desde o mês de março, quando foi declarada a situação de emergência em Mato Grosso do Sul por conta da pandemia da covid-19, as usinas sucroenergéticas se mobilizam para atender de forma solidária o Governo do Estado e entidades que atuam diretamente no enfrentamento do novo corona vírus, principalmente, nas áreas da saúde e segurança pública, bem como a população que vive em situação de vulnerabilidade social.

Articulada pela Biosul e Fiems, as doações de álcool das usinas sucroenergéticas ao Governo do Estado já somam 300 mil litros. Essa quantidade foi diluída e envazada como álcool 70º pela fabricante de refrigerantes Refriko.

Com apoio da Semagro na distribuição do álcool, a primeira remessa de foi destinada para atender hospitais de referência o para tratamento da covid-19 no Estado. O álcool também compôs um kit de materiais de segurança para o atendimento hospitalar enviados aos profissionais da saúde em diversos municípios.

As forças policiais do Estado, como a Polícia Militar e a Polícia Federal e Corpo de Bombeiros, e Casa da Mulher Brasileira também foram atendidas com a doação e auxiliaram no transporte do produto para os demais órgãos.

A Central de Abastecimento (Ceasa/MS), importante centro de distribuição de alimentos do Estado com grande fluxo de entrada e saída de caminhões e fornecedores também foi beneficiada com a doação. Foram distribuídos álcool 70°para funcionários e caminhoneiros com recomendações para higienização na realização das atividades que envolve o transporte de alimentos.

Para o presidente da Biosul, o resultado positivo da ação é reflexo do empenho de todos os envolvidos e gestão por parte do Governo do Estado que define o destino do álcool.

“As usinas Associadas à Biosul estão comprometidas com a doação. Inicialmente, prevíamos atender as unidades de saúde de maneira emergencial e a ação deu tão certo que dentro de poucos dias tivemos a notícia de que o álcool doado além de atender a demanda nos hospitais foi mais longe e está atendendo outros segmentos que precisam manter atendimento à população”, afirmou.



AEMS 2
AEMS

Compartilhe e faça seu comentário