TCE Novembro

Trabalhador que sofreu descarga elétrica morre após mais de 1h de tentativa de reanimação

Facebook Twitter

Reprodução

Trabalhador que sofreu descarga elétrica morre após mais de 1h de tentativa de reanimação

O trabalhador Edilson Cabral Pereira, 47 anos, não resistiu e morreu, após mais de uma 1h de tentativa de reanimação do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Ele sofreu uma descarga elétrica na manhã desta quinta-feira (14), após um transformador de alta tensão estourar no cruzamento das ruas Ana Luiza de Souza com a Rua Francisco dos Anjos, no Bairro Pioneiros, em Campo Grande.

Conforme informações do amigo de Edilson, José Roberto Borges da Silva, 50 anos, ambos trabalham na entrega de carvão e estavam em um açougue para descarregar a mercadoria, quando o acidente aconteceu.

A vítima colocou o braço para sair do veículo, quando foi atingida por dois fios de alta tensão e arremessada ao solo.

José Roberto diz que correu para pedir socorro no açougue e eles ligaram para a equipe de resgate.

De acordo com informações do tenente Peter Santos, do Corpo de Bombeiros, equipes de resgate ultrapassaram o tempo padrão de reanimação, que dura cerca de 40 minutos. Ainda segundo ele, o tempo total foi de 1h10.

De acordo com a Energisa, os três fios de alta tensão tem em média 13.800 volts, como dois atingiram a vítima, a estimativa é que o choque tenha sido de 9 mil volts.

Funcionária de um posto de combustível próximo ao local, Simone Cristina da Silva Rocha, 24 anos, disse que ontem a Energisa estava fazendo manutenção do transformador.

Energisa

Confira abaixo a nota da Energisa:

A Energisa esclarece que a equipe da concessionária que esteve na região ontem é uma equipe comercial que executa o serviço de ligação nova, corte e religação, e não acessa a rede de média tensão.  

Informações preliminares indicam que uma rede de média tensão se rompeu possivelmente por causas associadas a questões climáticas, por conta da chuva que atinge a Capital.

A Energisa reforça que tais informações são preliminares e que no decorrer do dia aprofundará a análise do fato.  

A Energisa orienta que em casos de rompimento de cabos eventualmente ocorridos em acidentes de trânsito e em períodos de clima adverso, é importante não sair do veículo. A concessionária, inclusive, realiza campanhas de conscientização sobre segurança nos meios de comunicação.



AEMS
Plenitude WebTv

Compartilhe e faça seu comentário