PMTL - maio 2019 H1N1

Mais uma: mulher é estrangulada e morta pelo marido um mês após denunciá-lo por violência doméstica

Facebook Twitter

Reprodução

Mais uma: mulher é estrangulada e morta pelo marido um mês após denunciá-lo por violência doméstica

Uma mulher de 26 anos foi morta pelo marido de 39, neste domingo (10), em Alcinópolis. De acordo com a polícia, a vítima teria denunciado o companheiro por violência doméstica há um mês.

Segundo o delegado Fernando Dantas, que investiga o caso, João Gomes de Olinto, estrangulou Laís Peres Rodrigues, depois de uma discussão, e fugiu para uma fazenda, a 35 km da cidade.

Ainda de acordo com a ocorrência, os dois estavam em casa e durante uma festa, o casal consumiu bebida alcoólica quando se desentenderam.

De acordo com o delegado, como ele tinha avisado o pai sobre a briga, a polícia chegou até a casa do casal por meio da denúncia e encontrou a vítima na manhã desta segunda (11), já sem vida.

Os policiais conseguiram chegar até o suspeito após o pai dele ir até o serviço do filho e comunicar que talvez ele não iria trabalhar nessa segunda, pois achava que o filho teria matado a companheira. O chefe, então, acionou a polícia que prendeu o homem no final da manhã, na propriedade rural que ele se escondia.

Segundo o delegado, o suspeito já responde pelo crime de feminicídio em 2016 e estava em liberdade. Nessa segunda, ele foi preso em flagrante pelo mesmo crime e encaminhado para presídio de Coxim (MS). Até a publicação desta matéria, o G1 não conseguiu contato com a defesa do homem. O caso foi registrado como feminicídio.

Outros crimes
Outros dois crimes de feminicídio foram registrados nesse fim de semana em Mato Grosso do Sul. Neste domingo (10), Nádia Sol Neves, de 38 anos, foi morta pelo ex-companheiro com 36 facadas. Ela era professora na rede municipal de Corumbá e tinha duas filhas estudantes do primeiro casamento.

Edevaldo Costa Leite, de 31 anos, se apresentou à polícia acompanhado de advogada, confessou o crime e está preso. O assassinato aconteceu no dia do aniversário de Nádia, quando ela chegava em casa, no bairro Universitário, após ter comemorado a idade nova. Vizinhos contaram ter visto Edevaldo abordar a ex e ela tentar fechar o portão para que ele não entrasse. No entanto, ele conseguiu abraçá-la e a esfaqueou.

Outro crime foi na cidade de Caarapó. Carla Sampaio Tanan, de 36 anos, foi morta após o namorado passar com a caminhonete em cima dela. A polícia descartou a hipótese de acidente.

Os dois estavam juntos há 2 anos e segundo familiares e amigos, o relacionamento deles era conturbado e marcado por ciúme obsessivo. O suspeito foi autuado por feminicídio e transferido nesta segunda para a Penitenciária de Caarapó.
Nico Cabeleireiro
Anuncie ExpressãoMS 2

Compartilhe e faça seu comentário