PMTL - REFIS - 12/11 a 30/11

Economia doméstica livra qualquer um de conta de luz cara; confira

Facebook Twitter

Economia doméstica livra qualquer um de conta de luz cara; confira

A troca de bandeira tarifária - de vermelha para amarela - e a chegada do horário de verão renderão economia na conta de energia de novembro. As mudanças são temporárias, mas a população pode reduzir gastos o ano todo com a lista de dicas divulgada pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).

A bandeira amarela tem custo de R$ 1 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Já a bandeira vermelha, que vigorava desde junho, prevê cobrança de R$ 5 a cada 100 kWh.

A presidente do Concen (Conselho dos Consumidores da Área de Concessão da Energisa) de Mato Grosso do Sul, Rosimeire Costa, também ressaltou a oportunidade de economia.

“O horário de verão é uma experiência importante para todos nós, porque nas primeiras horas do dia, pois podemos desligar o ar condicionado. Em compensação, temos uma explosão de consumo na parte da tarde e pedimos uso mais racional de aparelhos que ajudam a atenuar o calor, especialmente, porque este ano deve ser mais quente, chegando a 35ºC na Capital e 40ºC em cidades do interior da região do Pantanal”, alerta Rosimeire.

Confira dicas do Idec:

Ar-condicionado - Verifique se o ar condicionado é classe A no selo de eficiência energética Procel e se possui uma potência de acordo com o tamanho do ambiente que será refrigerado

Feche todas as portas e janelas do ambiente ao iniciar o seu uso. Ajuste a temperatura para o seu conforto para que, dessa forma, quando ambiente atingir a temperatura escolhida, o ar condicionado desligue automaticamente.

Mantenha o filtro do aparelho sempre limpo para que não haja esforço extra e proteja a parte externa da incidência do sol.

Lâmpadas - Aproveite a luz natural do dia, ao invés de acender lâmpadas para iluminar ambientes durante o dia. Instale janelas, claraboias ou prateleiras de luz, que favorecem a entrada de luz natural. Pinte os ambientes com cores claras, para que possam ser iluminados com lâmpadas mais econômicas.

Substitua as lâmpadas incandescentes de casa ou do escritório por lâmpadas fluorescentes e modelos LED, que geram um consumo bem menor de eletricidade. Apague as luzes ao sair de cada cômodo.

Geladeiras - Atente-se aos selos de eficiência dos freezers e refrigeradores que orientam o consumidor para fazer uma escolha consciente.

Evite colocar os aparelhos próximos da parede ou fogão, abrir as portas e guardar alimentos quentes, pois o motor do equipamento precisará trabalhar por mais horas e, consequentemente, os gastos com energia aumentam.

Regule o termostato (sistema que regula a temperatura da geladeira) sempre que possível para evitar que se forme muito gelo e assim, diminuir seu consumo de energia.

Aparelhos em stand-by - Desligue o modo standy-by de equipamentos eletrônicos, como TV, microondas ou carregadores de celulares, que ficam com uma luzinha acesa mesmo quando desligados, essa medida pode gerar uma economia de cerca de 15% nas contas de energia elétrica.

Ligue o aparelho em um estabilizador e sempre que precisar, poderá desligá-lo sem comprometer a vida útil do seu aparelho eletrônico. Evite usar extensões e benjamins, que desperdiçam energia.

Chuveiro - Sempre que possível, use os chuveiros e boilers elétricos na opção verão nos dias quentes da estação para economizar até 30%.

Limite o seu tempo de banho para reduzir gastos e ajudar o planeta. Feche a torneira quando estiver ensaboando, para economizar energia e água.

Não tente aproveitar uma resistência queimada, pois isso acarretará em aumento do consumo, além de ser perigoso.

Ferro de passar - Recolha as roupas do varal com cuidado para não amassar muito e depois dobre, para facilitar na hora de passar e reduzir o tempo de uso do ferro. Junte a maior quantidade de roupas possível para passá-las de uma só vez.

Separe as peças por tipo de tecido – os mais delicados dos mais pesados – e aproveite o momento em que o ferro está esfriando para as peças que precisam de menos calor serem passadas.
Nico Cabeleireiro

Compartilhe e faça seu comentário