Ferida em tentativa de execução, "Bibi" deixa hospital e diz não saber sobre pistoleiros

Facebook Twitter

Ferida em tentativa de execução,

Depois de ficar cinco dias internada em um hospital da cidade de Três Lagoas,  ‘Bibi’ de 38 anos deixou a unidade de saúde e prestou depoimento, nesta segunda-feira (8).

Para o delegado que cuida do caso Roberto Guimarães da 3º Delegacia de Polícia Civil, ela disse não saber quem seriam os possíveis autores do crime, e também não soube dizer sobre a motivação. Guimarães não descarta que o crime esteja ligado ao tráfico de drogas.

Testemunhas estão sendo ouvidas e imagens de câmeras de segurança analisadas, que possam identificar os pistoleiros. ‘Bibi’ estava presa há mais de um ano, em regime fechado e teria ganhado a liberdade condicional, no dia 27 de setembro.

Ela usava uma tornozeleira eletrônica e estava na casa de parentes, quando dois homens chegaram em uma motocicleta, no dia 4 de outubro, e cometeram o crime. Antes de efetuar os disparos, um dos autores teria dito, “Eu sou o crime e sua hora chegou”.

Em seguida ele fez cerca de sete disparos, sendo que dois atingiram a vítima, um na cabeça e outro no braço. Os pistoleiros não foram encontrados.
Nico Cabeleireiro

Compartilhe e faça seu comentário