Professor e diretor de escola onde filme com cena de sexo foi exibido são suspensos

Facebook Twitter

Professor e diretor de escola onde filme com cena de sexo foi exibido são suspensos

A SED (Secretaria Estadual de Ensino) decidiu suspender por 30 dias o professor de artes e o diretor de uma escola estadual de Campo Grande, após a repercussão causada pela exibição de um filme com cenas de sexo para os alunos de Ensino Médio.

A obra audiovisual foi produzida em Mato Grosso do Sul e trata de questões LGBT+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Pessoas Trans e Intersex).

Na quinta-feira (4), a Secretaria de Estado de Educação informou ter aberto “processo administrativo para apurar a ocorrência relata pela comunidade estudantil após exibição de um filme com temática sexual, ocorrida no dia 03 de outubro de 2018”.

A suspensão dos dois educadores foi publicada no DOE (Diário Oficial do Estado), desta sexta-feira (5), com base no disposto nos artigos 249-251 da Lei n. 1.102, de 10 de outubro de 1990.

(…) A suspensão preventiva de até trinta dias será ordenada pelas autoridades mencionadas no artigo anterior, desde que o afastamento do funcionário seja necessário a apuração dos fatos.A publicação é assinada pela Secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta.

Polêmica

O filme “Crime Barato”, é um longa-metragem produzido pelo cineasta de Mato Grosso do Sul, Mhiguel Horta, foi exibido a alunos do Ensino Médio, na última quarta-feira (3). A obra audiovisual virou polêmica por conter cenas de sexo.

Alunos que assistiam ao filme registraram as cenas e as imagens passaram a circular nas redes sociais. Alguns pais não gostaram do conteúdo e ficaram revoltados com a aula. Um responsável fez uma postagem no Facebook, que virilizou no Estado. O professor passou a ser alvo de ameaças.

O caso chegou até à Câmara Municipal, onde os vereadores discutiram uma moção de repúdio ao diretor da escola e professor que expôs os alunos às imagens.
AEMS - Outubro 2018

Compartilhe e faça seu comentário