PMTL - REFIS - 18/10 a 01/11

Agosto "diferentão" alivia tempo seco na maioria das cidades

Facebook Twitter

Agosto

O inverno seco característico de Mato Grosso Sul castigou cidades de Mato Grosso do Sul por mais de dois meses. Porém, o mês de agosto - conhecido por não chover - começou diferente com chuva ininterrupta em alguns municípios e garoa aliviando a secura de outros.

O meteorologista da Uniderp, Natálio Abrão, ressalta que é um mês diferente, mas que ainda há município em ritmo de estiagem. “O mês começou muito diferente, mas a comparação histórica - normalmente objeto de estudo - é feita após encerramento do mês. Ainda há municípios em estiagem, pois só ocorreu a absorção de umidade no ar, e não de chuva no solo”, explica.

Em Paranaíba – 11º cidade mais populosa do Estado – ficou quase 80 dias sem registro de uma gota de água vinda do céu. Conforme a meteorologia, a chuva ocorrida no município chegou a 13,4 milímetros, a menor quantidade comparada ao fenômeno registrado em Sete Quedas e Itaquiraí, por exemplo, onde choveu dias seguidos e acumulou 80,4 e 85,6 milímetros, respectivamente.

Em Campo Grande, região central, a chuva demorou a chegar, mas não parou desde a madrugada de sábado (3). Esperada na Capital por mais de 50 dias, o fenômeno se iniciou, oficialmente, por volta das 2h.

Segundo o Inmet (nstituto Nacional de Meteorologia), das 9h de sábado (4) até à 21h de ontem, domingo (5), a Capital registrou 33,2 milímetros. Porém, do início da chuva até agora a cidade acumulou 37,8 milímetros.

O Instituto também emitiu alerta no fim da tarde de domingo (5) com encerramenton no fim da tarde desta segujnda-feira (6) sobre possível ocorrência de chuvas intensas nas regiões leste e centro-norte do Estado, que abrangem as cidades de Campo Grande, Três Lagoas, Coxim, São Gabriel do Oeste, Água Clara.

No oeste, entre Corumbá, Ladário, Porto Murtinho e Miranda, estão previstas para esta segunda-feira muitas nuvens e chance de chuva para o começo da noite e frio pelã na terça-feira (7).

Ainda na terça, as condições são de aberturas de sol e chances de chuva, somente, para o norte e nordeste de MS. Segundo o meteorologista Natálio Abrão, as manhãs devem seguir frias, com tardes de temperaturas amenas.

Na quarta e quinta-feira voltam às instabilidades com pancadas de chuvas e trovoadas. Há previsão de frente fria, com chegada na sexta-feira.

Ainda sobre chuva - O clima chuvoso também paralisou obras espalhadas por Campo Grande. Nesta segunda-feira (6) funcionários do tapa-buraco, revitalização da Rua 14 de Julho, Avenida Ernesto Geisel e no bairro Nova Lima aguardam o tempo firmar.
AEMS - Outubro 2018

Compartilhe e faça seu comentário