Prefeitura Aniversário Três Lagoas

Condutores ficam surpresos com fim do parquímetro aos sábados e funcionários fazem protesto

Facebook Twitter

Foto: Reprodução TV Morena

Condutores ficam surpresos com fim do parquímetro aos sábados e funcionários fazem protesto

Muita gente que foi ao centro de Campo Grande, neste sábado (10), ficou surpresa com o fim da cobrança do parquímetro. A empresa responsável pelas vagas - Flexpark - recebeu uma determinação do Ministério Público Estadual (MPE-MS) para não cobrar o estacionamento neste dia. Para os motoristas, a gratuidade foi uma surpresa e funcionários aproveitaram o momento para realizar um protesto nas ruas da região central.

A Flexpark disse que acatou a determinação, mas, que fazia a cobrança por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a promotoria do consumidor e com a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran). Outro ponto que também está sendo investigado pelo Órgão de Defesa do Consumidor (Procon-MS) e o MP é com relação ao número de parquímetros instalados na capital.

A empresa possui autorização para fazer a cobrança em 2,2 mil vagas e, de acordo com o Procon, o número é bem maior. "Foi autorizado uma parcela de vagas, em meados de 2011, 2012. Nós apuramos hoje pouco mais de 2,7 mil vagas, existindo 300 vagas a mais. A gente quer entender isso e também acionar a operadora, a Flexpark, para dar explicações com relação a isto", afirmou o superintendente Marcelo Salomão.

Durante a manhã, funcionários da operadora aproveitaram para fazer um protesto. Eles percorreram a rua 14 de julho em protesto a determinação do MPE-MS.
Nico Cabeleireiro
Fibria Grupo A de comunicação - Junho 2018 - Até dia 30

Compartilhe e faça seu comentário