PMTL - Natal Mágico - 06 a 14/12

Carnaval de Castilho é cancelado devido à violência dos foliões

Facebook Twitter

Foto: Paparazzi News

Carnaval de Castilho é cancelado devido à violência dos foliões

A festa de carnaval de Castilho-SP cidade vizinha de Três Lagoas foi marcada por atos de violência de alguns foliões na madrugada de sábado (10) e devido aos estragos, o evento acabou ser cancelado pela Prefeitura.

O “Folia Fest” ocorreu na praça da Matriz e com organização das equipes da Prefeitura.

Os atos de violência tiveram inicio por volta das 03h da madrugada de sábado quando três pessoas foram esfaqueadas e uma detida por desacato.

Conforme a polícia militar do município, um homem foi detido depois de ofender os militares que faziam a segurança da festa. Um tumulto se formou no local e o policiamento teve que usar bombas de efeito moral para controlar e dispersar os foliões.

Tentativas de homicídio

Três pessoas foram esfaqueadas durante o carnaval de Castilho. Um pintor de 26 anos que estava na praça,  foi golpeado e não soube dizer quem teria cometido o ato. Na sequencia uma adolescente de 16 anos levou uma facada não mão e no braço ao apartar uma briga da prima com o namorado.

Foi registrado também que um estudante de 19 anos, foi esfaqueado por desconhecido no retorno para casa. Ele contou a polícia que caminhava na rua, quando um trio desceu de um carro e se aproximou dando a facada nele sem motivos aparentes. Os três homens fugiram tomando rumo ignorado.

Os policiais fizeram buscas, entretanto, nenhum suspeito foi localizado.

Em diligências a PM prendeu um homem com um revólver calibre 22, duas espingardas de pressão e munições de calibres .40 e 357. Ele
foi preso em flagrante e levado até delegacia.

Cancelamento do Carnaval

Após as ocorrências e sinais de tumultos e risco na segurança dos foliões. O Ministério Público do município entrou com um pedido e recomendou que a Prefeitura cancelasse o evento. O executivo acatou o pedido e cancelou a festa que iria até essa segunda-feira, dia 12 de fevereiro.

Segundo o site Paparazzi news, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Castilho Lilian Nascimento, filha da prefeita Fátima Nascimento, fez uso da rede social no último sábado (10), para desabafar a tristeza sentida na pele em ter que cancelar o Carnaval.

Ela disse que o “Folia Fest”,  era uma forma de movimentar a economia da cidade e que muitos comerciantes amargaram prejuízos, devido aos investimentos feitos para permanecer os quatro dias.

Para ela o carnaval teve foi manchado devido à violência gerada por um grupo de pessoas infiltradas na festa.
AEMS - Novembro 2018

Compartilhe e faça seu comentário