Chuva atrapalha serviço no Setor de Endemias de Três Lagoas

Facebook Twitter

Rogério Potinatti

Chuva atrapalha serviço no Setor de Endemias de Três Lagoas

Os funcionarios do setor de endemias de Três Lagoas estão com os braços praticamente cruzados, porque a chuva impede que eles façam o levantamento que mede a infestação do mosquito que transmite a dengue no município: o LIRA. A expectativa é que os trabalhos sejam reiniciados após a primeira estiagem.

O excesso de chuvas atrapalha o serviço desde o início do ano. Para o coordenador do órgão, apesar do atraso, não haverá prejuízos. "Não é um fato isolado de Três Lagoas. Temos relatos de outros coordenadores estaduais que em praticamente todos os municípios houve uma readequação da agenda por conta das chuvas, que estão incomuns neste período do ano", explicou Alcides Divino Ferreira.

Conforme o último levantamento realizado em dezembro de 2017, Três Lagoas teve 506 notificações e 25 confirmações de dengue. Não houve confirmações de Zika Vírus e Chikungunya no ano passado.

A combinação de água e calor representa as condições ideais para a proliferação do Aedes aegypti, que transmite todas estas doenças. Por isso, o coordenador de endemias prepara ações de enfrentamento às doenças ao longo de todo o ano. "Contamos com o apoio da população para vencermos essa batalha juntos", finaliza.
Nico Cabeleireiro
AEMS - Novembro

Compartilhe e faça seu comentário