PMTL - Natal Mágico - 06 a 14/12

Investimentos estruturantes facilitam acesso dos Bombeiros e Defesa Civil a áreas críticas

Facebook Twitter

Investimentos estruturantes facilitam acesso dos Bombeiros e Defesa Civil a áreas críticas

Com 13 municípios sul-mato-grossenses em situação de emergência, equipes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros têm tido maior facilidade de acesso às famílias atingidas pelas chuvas. Isso porque os investimentos estruturantes feitos pelo Governo do Estado nos últimos três anos facilitaram o acesso a comunidades que costumavam ficar isoladas no período das águas, que inicia em outubro e segue até março.
“Antes as pontes de madeira rodavam, as estradas viviam interditadas e tínhamos que dar uma volta imensa para fazer os atendimentos, principalmente na região Sul do Estado”, lembra o chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar de MS (CBMMS), tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior.
Entre as ocorrências com maior incidência nessa época do ano estão afogamentos, quedas de árvores, além do suporte às famílias afetadas por alagamentos. “Os investimentos do Estado no interior auxiliaram muito no deslocamento das equipes que atendem a esse tipo de ocorrência, porque permitiram acesso mais rápido, melhorando o tempo resposta à população”, destaca.
A reestruturação incluiu a construção de uma centena de pontes de concreto, com 50 já entregues sendo 35 destas em municípios considerados críticos. As melhorias beneficiaram, inclusive, populações de assentamentos rurais, que eram as primeiras impactadas pelas dificuldades de acesso.

Para atender aos municípios, o Governo do Estado firmou também convênios com prefeituras do interior repassando recursos para abastecimento de maquinários que recuperassem as estradas vicinais. Nos pontos mais críticos, foram enviadas empresas para auxiliarem nos trabalhos. Os convênios e atendimentos foram executados por intermédio da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).
Já recursos do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul) garantiram a recuperação de 12 mil quilômetros de rodovias, melhorando o tráfego entre os municípios.
“O Estado tem sido muito presente nos municípios, tanto no apoio técnico quanto na construção e reconstrução das pontes, nos convênios de combustível para maquinários, nas rodovias que passam nos municípios, foi uma participação muito efetiva do Governo que contribuiu para tornar MS mais resiliente em relação aos desastres naturais”, aponta o coordenador da Defesa Civil Estadual, Coronel Isaías Bittencourt.
Suporte às prefeituras
“Quando os prefeitos assumiram o mandato receberam a administração com problemas em estradas e pontes sem ter recursos para resolver e o Governo de MS estendeu a mão”, lembra o presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Pedro Arlei Caravina.

Segundo ele, o auxílio foi de extrema importância não somente para as prefeituras que não teriam condições de executar as obras com recursos próprios, mas para o desenvolvimento do Estado. “As obras de infraestrutura que vêm sendo realizadas nos municípios fazem a diferença para a população. A reconstrução de pontes e estradas auxiliam no escoamento da produção e aumentam a competitividade de Mato Grosso do Sul”, pontua.
Na avaliação de Caravina, as intervenções realizadas ainda previnem novos desastres e reduzem o impacto daqueles que são inevitáveis, como as cheias dos rios. “Essas obras e as que vão continuar sendo entregues com certeza minimizam os efeitos do período chuvoso em todos os anos”, avalia.

AEMS - Novembro 2018

Compartilhe e faça seu comentário